O Instituto de Neurologia de Goiânia (Hospital Neurológico), centro de referência de neurologia no Centro-Oeste, possui o serviço de AVC-URGENTE, composto por uma equipe de médica e multiprofissional, além de toda uma estrutura física voltada especialmente para atender casos urgentes de AVC.

No último dia 30 de outubro, uma paciente de 81 anos foi levada à emergência do Hospital Neurológico com paralisia total do lado direito do corpo e sem fala.  Os sintomas haviam sido percebidos quando a paciente acordou pela manhã. Ao chegar ao pronto socorro, foi iniciado o Protocolo de AVC-URGENTE. Dentro de 20 minutos a paciente já havia sido avaliada pelo neurologista de plantão e realizado a tomografia de crânio, que até aquele momento era normal Figura 1).

Figura 1.

Figura 1.

 

Acionada a equipe de AVC-URGENTE que diagnosticou um AVC isquêmico. Realizou-se angiorresonância cerebral de imediato, que revelou extensa área em isquemia na perfusão (Figura 2, área de cor azul) por oclusão grave da artéria cerebral média esquerda. Esta área em azul significa sofrimento por falta de sangue (isquemia) e o tecido nervoso ali contido está prestes em entrar em morte celular com dano irreversível. O tratamento realizado em casos como este, em que há obstrução de grandes artérias cerebrais, é chamado de trombectomia mecânica. Trata-se de um procedimento realizado por cateterismo, no qual é inserido um stent no interior da artéria obstruída, liberando o fluxo de sangue e permitindo a correta oxigenação do tecido cerebral.

Figura 2.

Figura 2.

 

Realizado o diagnóstico, a paciente foi encaminhada imediatamente à hemodinâmica do hospital e dentro de 2 horas já havia submetida ao tratamento endovascular com sucesso. Na Figura 3 a artéria obstruída e na Figura 4 a artéria desobstruída e recanalizada. A paciente permaneceu 24 horas em unidade de terapia intensiva (UTI) com melhora excelente dos sintomas, com recuperação completa da fala e força do lado direito do corpo.  Em 72 horas, a paciente recebeu alta hospitalar sem seqüelas.

Figura 3.

Figura 3.

Figura 4.

Figura 4.

 

Este caso ilustra a importância de um serviço bem organizado de AVC, composto por equipe competente e treinada. Eficiência e agilidade são fatores fundamentais para o sucesso do tratamento e recuperação do paciente.