Preste toda ajuda necessária, não abandone o paciente, permaneça calmo.

Ampare-o para não cair.

Tire os óculos, afrouxe a gravata, paletó e a camisa.

 

Coloque-o  deitado mesmo se estiver sentado.

Tire o que estiver por perto que possa machucá-lo.

Proteja a cabeça, coloque algo macio por baixo.

Vire-o de lado para sair a secreção salivar.

Não tente removê-lo para outro lugar. As crises são breves (até 5 minutos)

portanto fique no mesmo local.

 

Não o contenha se quiser movimentar, apenas acompanhe.

Não jogue nem dê água, nada para cheirar ou beber.

Não coloque nada na boca: os dentes podem cerrar e cortar ou quebrar o que for

(não existe o perigo  da língua enrolar e sufocar o paciente).

 

Se o ataque durar mais de 5 minutos, chamar a emergência médica.

Permaneça  junto até a pessoa recuperar os sentidos e contate

alguém da família ou socorro médico.

 

Para mais detalhes sobre epilepsia, acesse o site da Liga Brasileira de Epilepsia (www.epilepsia.org.br).