A dor de cabeça pode se tornar muito frequente e ocorrer, senão todos, pelo menos quase todos os dias e passa então a ser denominada CEFALEIA CRÔNICA DIÁRIA (CCD). Para ser assim classificada deve ocorrer mais de 15 dias por mês. As pessoas portadoras de CCD sofrem muito e acabam por tomar remédios, mas sem conseguir resultados satisfatórios, e assim a dor vai se perpetuando. É uma das principais causas de consultas médicas e de busca por atendimento de urgência. É importante que o médico neurologista seja consultado porque este diagnóstico de CCD é feito por exclusão, ou seja, tem que se descartar várias causas de cefaleia secundária a uma patologia como tumores cerebrais, meningites crônicas, aumento de pressão intracraniana etc. Para isto, o médico colhe a história, faz exames clínico e neurológico, solicita exames complementares e finalmente determina o diagnóstico e a conduta.

Por Dr. Sebastião Eurico de Melo Souza.