O tratamento para Epilepsia é feito por medicamentos que visam bloquear as descargas elétricas cerebrais anormais, as quais produzem as crises epiléticas. Como as crises são ocasionais e imprevisíveis, não adianta tomar medicamentos só por ocasião das crises ou sem acompanhamento de um médico regular e contínuo. A consulta médica com um neurologista periódica permite que a quantidade de medicamentos seja ajustada à necessidade individual, além de possibilitar a identificação de fatores que possam estar contribuindo para o aumento das crises (fatores desencadeantes) e também para a verificação dos efeitos colaterais que às vezes aparecem com o uso dos medicamentos. Alguns casos são cirúrgicos.

  • Consulte seu médico neurologista periodicamente.
  • Tome os remédios nos horários e quantidades prescritas.
  • Não dobre a dose no horário seguinte caso tenha esquecido de tomá-la no horário anterior.
  • Cuidado com o uso de bebidas alcoólicas pois o álcool pode facilitar a ocorrência de crises.
  • Procure dormir suficiente e fazer suas refeições em horários regulares.
  • Verifique se existe algum fator que facilite a ocorrência de suas crises.
  • Anote tudo e converse com seu médico neurologista.